Estou a partilhar este post com um misto de tristeza e felicidade. Tristeza porque já tenho saudades deste festival que considero o melhor de Portugal. Felicidade por saber que para o ano há mais! Foram quatro dias intensos e preenchidos de emoções...

Cheguei quarta a meio da tarde e já estava um óptimo ambiente à beira do Taboão. O primeiro dia ficou marcado por Unknow Mortal Orchestra num concerto muito divertido e a prometer mais para os dias seguintes. Estava ansiosa pelo segundo dia para poder ver pela primeira vez LCD Soundsystem e repetir pela terceira THEE OH SEES. Não tenho palavras para explicar as emoções colectivas que foram vividas ali com estas bandas tão diferentes. THEE OH SEES fizeram maravilhas e puseram todas as pessoas aos saltos com o seu rock and roll tão próprio. LCD? Podem imaginar o que foi. Tocaram no coração. 

O terceiro dia foi uma surpresa, com um dos meus concertos preferidos do festival: King Gizzard and the Lizard Wizard. WOW. 7 "míudos" com muita energia em palco. Zero palavras ao público, que também não fizeram falta. Foi rock and roll puro e duro. The Vaccines com toda a gente a cantar os clássicos da banda e Cage The Elephant para acabar a noite, que são sempre bem vindos a este Festival que os adora tanto como eles adoram o Vodafone Paredes de Coura.

No quarto dia Capitão Fausto foi simples e eficaz, deixando o publico todo como sempre rendido a esta banda da casa. Portugal. The Man uma GRANDE surpresa mesmo!

Mas a música não é a única coisa que me faz ir ano após ano a este festival. O ambiente do Vodafone Paredes de Coura é inigualável. Passar os dias com os amigos à beira do Taboão, poder acordar e ir à vila almoçar os melhores petiscos, passar noites sem estar preocupada com as horas a descobrir música no Palco Vodafone (como Sunns, Psychic Ills, Motorama e Matias Aguayo). A oportunidade de ver algumas bandas nas Vodafone Music Sessions em sítios lindos de Paredes de Coura, como eu tive, de ver Motorama no Miradouro Nossa Senhora da Pena. No que toca à estadia, este ano recorri ao The Nomad Pop Up Hotel para uma experiência diferente de acampamento e valeu muito a pena.  .Staff cinco estrelas e um toda a gente com um espírito incrível, já reservei uma Nomad para o ano que vem, apesar de todo o acampamento deste festival ser muito tranquilo, há quatro anos que acampo e sempre adorei!! Vivi momentos únicos que ficaram registados na minha memória para sempre. É isto tudo que faz deste festival um dos poucos, se não o único, que me deixa saudades. Até para o ano Paredes, de 16 a 19 de Agosto conta comigo :)! 

1 comentário

  1. Ai, Paredes.. Já é o segundo ano em que falto, e dói-me no coração. A pulseira de 2014 continua comigo. O cartaz estava brutal este ano, ainda bem que gostaste. E o Nomad Pop Up Hotel parece-me uma excelente opção de estadia (deve dar para dormir..)! Talvez faça o mesmo para o ano! Continuação de bom trabalho.

    ResponderEliminar

Thank you for your visit!

Com tecnologia do Blogger.

Instagram